quarta-feira, 6 de junho de 2012

Júlia foi vencida pelo cansaço


Júlia nasceu no subúrbio do Rio de Janeiro, era filha do meio  de uma família de classe média baixa, tinha dois irmãos, não tinham muitas posses, mas teve uma infância feliz! Teve alguns namorados, mas nada que valesse a pena, sua meta era ser alguém da vida, alguém importante.
Terminou o colegial e prestou para Jornalismo na Universidade Federal do Paraná, era um sonho de menina, ser jornalista, quando viu o resultado, quase não acreditou, valeu o esforço tinha passado! Se despediu dos pais, foi morar numa república para realizar seu grande sonho. Logo no primeiro ano conheceu Paulo, ele era estudante de Engenharia Civil, começaram a namorar, planejavam uma vida, um futuro juntos.
Quando ambos terminaram a faculdade, mudaram-se para São Paulo, ela conseguiu emprego numa grande emissora de TV e ele numa construtora multi nacional, casaram-se, pronto, Júlia tinha conseguido o que tanto sonhara, além de ser jornalista, tinha se casado com o amor de sua vida e Paulo era atencioso, amoroso, além de ter um emprego invejável, depois de dois anos de casados veio o filho Matheus, uma criança que só acrescentou alegria e amor ao lar, agora sim não faltava nada para Júlia.
Por conta do trabalho Paulo viajava muito, estava sempre ausente, Júlia reclamava, mas Paulo dizia que estava trazendo a tão sonhada estabilidade para a família, que era preciso sacrificar os momentos com o filho, com a própria Júlia, para que o padrão de vida que eles tinham alcançado não abaixasse.
Enquanto isso no trabalho de Júlia veio da filial do Rio de Janeiro um jornalista chamado Ricardo, ele não era tão bonito, mas não era feio, assim como Júlia, ela nem o notou de início, mas ele a notou, e mais que isso a desejou, começou com pequenas frases gentis que ela apenas sorriu.
Almoçaram juntos um dia por um acaso do destino, e viram que tinham muita coisa em comum, riram juntos, comentaram sobre filmes, livros, poesia, de uma hora para outra Júlia começou a ver Ricardo com outros olhos, mas se negava a ter aqueles sentimentos, pois havia tido uma educação rígida, e, afinal ambos eram casados.
Ricardo começou avançar na conquista, e Júlia  como que enrolada em um novelo de lã, não conseguia se desenrolar,  continuava mais encantada pelo rapaz, enquanto o marido mais ausente, mesmo pensando consigo mesmo que aquilo era errado, as palavras de Ricardo ecoavam em sua mente.
Isso aconteceu por dias, semanas, ela tentou, tentou muito se livrar, mas tudo em que acreditava caiu por terra, ele sabia mesmo seduzir uma mulher. Julia foi vencida pelo cansaço, ou melhor se deixou se vencer pelo cansaço.
Marcaram um encontro, dar uma desculpa foi fácil, ele escolheu o lugar, uma bela suíte. Júlia a princípio ficou meio travada: - "O que estou fazendo aqui?" pensou ela, mas Ricardo, com suas palavras sedutoras foi quebrando todo o "gelo", colocou uma música romântica.... 
Foi como Júlia imaginou que fosse, estavam ali deitados na cama quietos, Ricardo virou para ela e perguntou:
- Te dou um milhão pelo seu pensamento!
Júlia sorriu, e não respondeu nada, mas ela tinha certeza de uma coisa, sua vida nunca mais seria a mesma!

Espero que tenham gostado é meu primeiro conto, deixem seu comentário sincero, mas peguem leve tá?!
Bjão e um ótimo feriado!


73 comentários:

  1. Não preciso pegar leve (sabe que se precisasse pegar leve nem estaria aqui), achei o conto bem construído e acredito que deva continuar escrevendo mais contos. Eu adoro ler contos realistas com temas do cotidiano. Apenas não vou pegar leve se começar a delirar com vampiros-fadas, elfos e lobisomens. ahahaha.
    A sério, imaginei a situação de Julia e quando você escreveu o post sobre infidelidade, pensei que isto deva ocorrer com muito mais frequência do que imaginamos.
    Estar presente na vida de uma pessoa ausente deve ser mesmo um tédio e se surge alguém que oferece aquilo que a outra pessoa não oferece, creio que seja muito difícil não se deixar vencer pelo cansaço.
    Este conto poderia ter uma continuação e fazer um leitor pensar isto é bom sinal. Uma boa estória é realmente boa quando ela parece que não terminou e deixa o leitor querendo mais.
    Parabéns Lu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Chris
      Confesso que quando disse "pegar leve", estava pensando em você mesmo (kkkkk). Mas como você disse se não gostasse você não estaria aqui né? Que tola eu! Eu estava com essa história latente na minha mente, quase explodindo então coloquei no papel, quer dizer no blog. Nossa fico muito feliz que você tenha gostado, sua opinião é muito importante, não que a dos outros não sejam, mas você é ultra sincero (kkkkkkk) e um escritor com livro publicado e tudo, além de ser um fofo, então obrigada parceiro pelo incentivo.
      Bjão e um ótimo feriado.

      Excluir
  2. Pois é... lendo seu conto, me veio em mente uma frase.. "Quem não dá assistência, perde para a concorrência!"

    Júlia foi vencida pelo cansaço? Não só pelo cansaço, mas principalmente pela carência. De que adianta manter um padrão de vida estável sacrificando o ser família?
    Um ótimo feriado para você também!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marina
      É essa frase é cruel mesmo, não conhecia, mas é a realidade, gostei muito do seu comentário, aliás seus comentários são sempre bem vindos e inteligentes, sinceramente.
      Bjão e um ótimo feriado.

      Excluir
    2. Nossa, agora ganhei o dia, rsrsrsrs

      Excluir
    3. Acredite Marina, apesar do Chris ter me chamado de falsa (kkkkkk), eu sou super sincera, te acho super inteligente e com olhos lindos! kkkkkk
      Bjos.

      Excluir
  3. Olá nova amiga, rs, eu gostei muito, conheço histórias bem parecidas, marido ausente o o sonho do casamento perfeito indo pelo ralo, até que vem a tentação! Ficou ótimo, continue sem medo! bjoooss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kellen
      Muito obrigada pelo incentivo! Essa história é bem comum mesmo, é mais comum do que parece, infelizmente. Daqui a pouco vou viajar com você, quer dizer no seu blog (kkkkkk).
      Bjão minha nova amiga e um ótimo feriado.

      Excluir
  4. Que lindo teu conto.Luciana!!Gostei de verdade ! Paulo ficou na acomodação, não tendo tempo pra ela e quem sabe, não tivesse uns casos também ... Isso é outra coisa, mas Julia até tentou, mas o contato diário, o carinho que não recebia em casa, fez com que ela entrasse na "onda" e ao final, se entregasse.

    Valeu,m gostei e deves nos brindar com mais e mais. Boa sorte! um lindo feriado,beijos,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Chica
      Muiiiiito obrigada querida, como falei no seu blog, sua opinião seria muito importante pois você é veterana! E você foi mais além, gostei também.
      Bjão queridona e um ótimo feriado.

      Excluir
  5. Acho que é o primeiro de muitos que virão por ai, bem construído, com começo, meio e fim bem delineados, pura modéstia sua dizer que não tem talento, kkkkkkk.

    Vamos aos fatos. O tipo de situação que é corriqueira em muitos relacionamentos, e o erro estava no início, quando o Paulo estava se ausentando com a desculpa de buscar uma estabilidade para a família, o pr. Josué Gonçalves tem uma frase que acho divina, onde ele diz: "nenhum sucesso justifica o fracasso de uma família", e acho que esse foi o caso em tua estória, e pra quem já viveu essa situação em seu relacionamento sabe que muda radicalmente tudo, perde-se o respeito, a confiança, e até o amor, pra quem gosta de sustentar que todas as formas de amor são válidas, ainda não viveu uma situação dessas em sua vida. Acho o adultério e a traição algo abominável, destrutivo e triste, pois todos saem perdendo.

    Abração pra ti Lu, parabéns pelo conto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cheng
      Obrigadão parceiro, vindo de você, como eu disse na blogosfera no facebook que é um cronista de primeira, me sinto motivada e lisonjeada. Realmente como já foi dito no meu post sobre quem trai mais, o adultério não tem desculpa, mesmo nesse caso, eu fiz a Júlia parecer vítima, mas na verdade acho que ela fez a escolha dela.
      Bjão querido e um ótimo feriado.

      Excluir
  6. Oi Lu,

    Tudo bem? Parabéns pelo conto! Você é um talento e acredite, pois é preciso muito para conduzir as palavras nesse gênero de escrita. Confesso que nô tenho o menor talento para conduzir qualquer fio de estórias. Imagine um novelo inteiro? Então, amiga, continue, porque o tema infidelidade foi o palco para novas temáticas.

    Fica com Deus!

    Lu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lú
      Muito obrigada querida pelo elogio, você sabe o quanto a admiro, e é modéstia sua dizer que não tem esse tipo de talento, com os textos que você escreve, duvido que não conseguiria escrever uma história.
      Bjão querida amiga e um ótimo feriado.

      Excluir
  7. Luciana, nunca lia algo tão rápido e reli mais que duas vezes, achei bárbaro, delicioso de ler, deu para imaginar as cenas todas, adoreeeeiiiii....PARABÉNS minha querida mais nova 'contista'.
    Que dom maravilhoso, adorei de verdade...beijos no coração e continue a nos premiar com contos maravilhosos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maria Teresa
      Muito obrigada, com esses elogios, eu vou acabar achando que levo jeito prá coisa (kkkkkkkk). Eu queria saber o nome de quem escreve contos é contista?
      Bjão querida e um ótimo feriado.

      Excluir
  8. Lucianinha, queridona, que só me dá orgulho!
    tem certeza que esse foi o primeiro conto que você escreveu na vida?
    Em termos técnicos e resumindo, eu diria que o que mais gostei foi que falaste muito, praticamente a vida toda da personagem principal, em poucas linhas, considerando o tanto de relato, isso é muito bom, significa que tem poucos excessos que é o que mais uma pessoa que está iniciando faz.
    Outra coisa, prendeu a atenção.
    Você tem carisma de texto, e isso é para poucos, conheço gente "grande" que não me prende por uma linha. Você escolheu um tema cotidiano, uma mulher como nós, e isso bastou para nos identificarmos, alguém real e não um ser interplanetário rsrs
    Tenho orgulho de ti amiga! Te gosto muito, você sabe! Acho que você é um exemplo de superação e bondade e bondade em contos, também rsrs

    Arrisca mais, escreve mais, estarei esperando, queridona!
    Muitos beijos para ti e abração a toda família bonita *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cissa
      Minha incentivadora, fiquei sem palavras, é claro que os comentários dão vida ao blog, mas o teu é muito importante, e você foi detalhista como eu gostaria que fosse, nossa, quase fiquei sem ar com seu elogio queridona. Muuiiiiiiiiiito obrigada!!!!!! Uhuhu. Me lembro do primeiro post, esse conto eu senti um frio na barriga também, e está dando tudo certo. E quem é a culpada? Ana Cecília Romeu, ou Cissa para os amigos.
      Bjão queridona e um ótimo feriado.

      Excluir
  9. Gostei Luciana, ta muito legal mesmo. Apesar de realista não ficou pesado, bom de ler e de se refletir. Concordo com o Christian, você devia postar mais contos.

    Beijos,
    http://www.ideias-defenestradas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mallu
      Obrigada pelo elogio, você também escreve super bem, então seu elogio é super bem vindo.
      Bjão e um ótimo feriado.

      Excluir
  10. Ola Lu,
    Que beleza hein? belo conto! É isso ai, ficou bem legal!
    São situações do cotidiano que nos fazem pensar sobre muitos aspectos da vida moderna. Vale a pena sacrificar tanto a família em função do aumento do padrão de vida? deixar de dar atenção a mulher e dedicar o devido carinho de pai aos filhos? Momentos que jamais poderão ser vividos novamente! Com isso, ou seja, pela carência, basta a pessoa certa, no lugar certo no horário certo, com a lábia certa e pronto.... O que seria um belo sonho em família agora será marcado por dúvidas e incertezas...

    E depois disso tudo fica uma pergunta para o Paulo: valeu a pena? Creio que não...

    Parabéns Lú e continue escrevendo!

    Abraços, Flávio.
    --> Blog Telinha Crítica <--

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Flavinho
      Parece que eu estou sendo redundante, mas sua opinião também é muito importante, você tem um blog muito legal, e escreve muito bem. Nossa, eu consegui passar tudo isso com meu conto? Fico feliz!
      Bjão querido e um ótimo feriado.

      Excluir
  11. Minha querida afilhadinha... que coisa mais linda, ver vc escrevendo um conto! Que esse seja o primeiro de muitos... vc é boa nesse negócio. Adorei de verdade...

    Fiquei com vontade de saber o que estará por vir na vida de Julia.

    Bjks :) JoicySorciere => CLIQUE => Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Joicy
      É parece que está dando certo, como eu disse para a Cissa, fiquei com um friozinho na barriga hoje, igual ao primeiro dia do meu blog, com medo que ninguém gostasse do meu conto, mas todos até agora gostaram, e isso é muito estimulante. Estou muito feliz e motivada! Você tem participação nisso, se não fosse por você eu não teria conhecido a blogosfera, não teria conhecido a Cissa nem o chefinho e não seria blogueira. Muito obrigada queridona!
      Quanto ao futuro de Júlia, nem eu sei, já estou começando a pensar.........
      Bjão madrinha, melhoras para o Ricardo e um ótimo feriado (dando uma de enfermeira).

      Excluir
  12. Oi Luciana.
    Obrigada pelo carinho da visita.
    Não parece ser este o seu primeiro conto. Me prendeu do início ao fim. Endosso tudo o que a Cissa disse.
    Continue. Parabéns.
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Elisa
      Eu é quem agradeço seu retorno ao meu blog, e endossar as palavras da Cissa, uma queridona para mim.
      Bjão e um ótimo feriado.

      Excluir
  13. Olá!Bom dia!
    Tudo bem?
    ...bem...não poderia deixar de te prestigiar nesta "nova carreira", rsrs...sim...está bem leve,bem escrito,abordou bem uma situação do nosso cotidiano...penso, também, que você deveria dar continuidade neste conto, porque a infidelidade nos remete a uma condição moral muito difícil, porque faltamos com a verdade e proliferamos a mágoa e o ressentimento destruindo tudo o que levou muito tempo para ser construído...mesmo com o marido sendo um "completo ausente"...eu, particularmente e sinceramente, gostaria de saber como ela iria "contar" ao marido , como ela ficou ?etc etc, foi só uma "aventura"?entendeu????
    Obrigado pelo carinho de sempre!
    Bom feriado!
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oi Felis
    Muito obrigada pelo incentivo, você é sempre carinhoso, um fofinho mesmo!
    Estou pensando seriamente em dar continuidade ao conto, já que todos gostaram, pode deixar meu amigo.
    Bjão e um ótimo feriado (com chuva)

    ResponderExcluir
  15. Oiii muito bonito viu ?! tudo lindo aqui. Estou te seguindo. Da uma olhadinha no meu ?! Beijos
    Nova postagem sobre nossa casa, a importancia de cuidar de algumas coisinhas.
    http://grandeigualdavi.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Daniela
      Muito obrigada pela visita, e pelo comentário, pode deixar que vou visitá-la sim, eu sempre retribuo meus visitantes.
      Bjos. e um ótimo feriado.

      Excluir
  16. Nossa, adorei! Li "em uma tacada só" prende o interesse do começo ao fim. Parabéns! Parabéns mesmo.
    Em conto pequeno você disse tantas coisas sobre a personagem, com um final aberto instigante e não decepcionante como esses finais costumam ser. Muito bom!
    Ah! Até ontem não tinha sua solicitação de amizade no face. Vou ver agora, bom feridão para você.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fatima
      Que bom que gostou, eu é quem fico feliz que tenha gostado! Sua opinião é importante pode acreditar. Não sei o que aconteceu com o face, eu já te mandei o convite. Bjão e um ótimo feriado.

      Excluir
  17. Aiii, eu ameiiiiiiiiiii!!
    Agora continua para sabermos o final kkk
    ansiosa já!
    beijinhos
    Aqui Fofura...Nem tão fofo assim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Shirley
      Muito obrigada querida! É pelo jeito vou ter que dar continuação mesmo, já que a galera está pedindo, já estou na mente, aguarde.
      Bjão e um ótimo feriado.

      Excluir
  18. Você foi ótima! A ficção tem muita semelhança com a realidade. E o fim que descreveu cabe perfeitamente na vidas de quem passa por experiências do gênero. Nada mais vai ser como antes. Isso não significa mais alegrias . O ponto de interrogação haverá que ser retirado, tão somente, quando estiverem diante da decisão, pessoal e intransferível.
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marilene
      Muito obrigada pelo elogio! Você tem razão, a ficção tem mesmo muita semelhança com a realidade, e o não ser como antes, não significa mais alegrias, com certeza.
      Bjão e um ótimo feriado.

      Excluir
  19. Adorei o conto!
    Muito bem escrito e consegue prender desde o início.

    Obrigada pelo comentário lá no Sook. E desculpe a demora para responder.
    Já estou seguindo aqui. Segue o Sook também amore! ^^
    Aaaah tem PROMOÇÃO nova lá no blog!!! Confira.

    BjO
    http://the-sook.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Amanda
      Muito obrigada pelo elogio, que bom que consegui te prender!
      Oba tem promoção?! Mesmo que não tenha eu sempre te acompanho, você sabe disso!
      Bjão e um ótimo feriado.

      Excluir
  20. Boa noite, Luciana.
    Mas que bela surpresa um conto seu por aqui, parabéns.
    Acho que qualquer história que consiga capturar a imaginação do leitor revela ser bem construída e intelectualmente elaborada.
    Continue assim que ficou excelente.
    Abraço, Luciana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jacques
      Puxa, muito obrigada pelo elogio, vindo de você que considero uma pessoa tão criativa da blogosfera, e depois que vi seu currículo no blog da Cissa, daí que passei a te admirar mais ainda, valeu mesmo!
      Bjão e um ótimo feriado.

      Excluir
  21. Hehehehhehehe, que legal Lú!
    Para ser o primeiro conto, está muito bom! Parabens!
    Com o tempo você vai pegando mais umas manhas e daqui uns dias vai estar escrevendo contos grandes, com idéias complexas. Mas eu gostei muito.
    Leve de se ler e agradável!

    Parabens minha amiga!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi André
      Muito obrigada, sua opinião é muito importante, primeiro porque você sabe que é como um padrinho para mim, foi o primeiro blog que visitei depois do da Joicy, e é um veterano da blogosfera. Obrigada pela dica também, é isso que se espera de um padrinho.
      Bjão padrinho e um ótimo feriado.

      Excluir
  22. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH [morrendo de alegria aqui] . Descobri alguém que escreve contos do jeito que eu gosto. Que isso heein tia? Fiquei de boca aberta aqui! Muito linda a história, poderia ter continuação, será que Julia vai ver que errou com Paulo e o filho ? Ou será que ela vai largar tudo para ficar com Ricardo? OMG - muito bom , perfeito!

    www.spiderwebs.com.br

    ResponderExcluir
  23. Oi Sá
    Que bom que gostou! Sua opinião é importante, pois apesar de ter idade para ser minha filha já és uma blogueira veterana, já te disse isso né?! E vai ter continuação sim, a galera pediu tanto, que tenho que atender, vamos ver o que vai acontecer (kkkkkkk).
    Bjão da tia Lú e úm ótimo feriado.

    ResponderExcluir
  24. Gostei muito desta sua estreia no mundo ficcional aqui no blog Luciana, gostei do conto e da forma sem rodeios com que você contou a história... é de fato uma história comum nos nossos dias e uma pena que casamentos terminem desta forma...

    ResponderExcluir
  25. Oi Bruno
    Que bom, mais uma pessoa que admiro e respeito que gostou, já disse que vcs estão me convencendo (kkkkkkk). Obrigada meu querido, ainda bem que é só ficção.
    Bjão e um ótimo feriado.

    ResponderExcluir
  26. Oi Luciana, obrigado pela visita, gostei muito, a Manoella é minha filha mais nova tem 12 anos já tenho uma na faculdade, mas estuda fora rsr, Bjos e bom final de semana!

    ResponderExcluir
  27. Oi Kellen
    Eu sempre visito os blogs que gosto, puxa você é mesmo nova para ter filhos com essa idade (kkkkkkk), apesar de não saber a idade da sua filha mais velha, mas para estudar fora, deve ser maior de idade.
    Bjão e um bom final de semana.

    ResponderExcluir
  28. Luciana... passei so pra te desejar bom sabado..mas volto depois pra ler teu conto!
    um bjinho de bom sabado..ate daqui a pouco..rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ma
      Rindo aqui da sua passadinha rápida, mas obrigada pelo carinho da visita, sua visita, mesmo que rápida é sempre bem vinda, vc é uma querida.
      Bjão e até daqui a pouco kkkkkk.

      Excluir
  29. Olá Luciana,

    Excelente e muito envolvente. Ficou com sabor de "quero mais".
    Parabéns! Vá em frente e desenvolva seu talento.

    Ótimo final de semana.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  30. Oi Vera
    Muito obrigada pelo seu comentário carinhoso e incentivador, fiquei com um frio na barriga ao escrever o conto, foi como se eu estivesse escrevendo meu primeiro post, mas confesso que foi muito legal que a reação geral foi melhor do que eu esperava.
    Bjão e um ótimo final de semana.

    ResponderExcluir
  31. olha você me pediu para ver o seu conto, e não sabe a alegria que estou tendo lendo. Suas palavras, colocadas em uma escrita que prende, narraram bem a história da mulher. Ta vendo se não vira blogueira nunca ia descobrir. Quero que continue o desenlace, pois todos queremos saber o que acontece com Júlia. Agora vou dar minha opinião sobre o conto: Eu até entendo que o marido não deu a atenção necessária para a mulher, mas o casamento é para momentos bons e ruins, e, tem empresas que obrigam o cara a fazer algumas coisas para que ele não perca seu emprego. Por mais justificado que seja, acredito que a escolha dela de trair o marido, ainda com alguém que ja fosse casado, mostra falta de caráter da parte dela, e isso vai além da escolha. Agora quero uma parte da história focada no marido. Escreve sobre ele voltando e descobrindo sobre a traição, e como a história vai terminar.


    Parabéns querida..mandou muito bem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Victor
      Nossa quando vi seu comentário quase caí da cadeira, sério, você sabe o quanto sua opinião é importante para mim, meu querido chefinho, você é o mais veterano de todos, e é meu incentivador junto com a Cissa a ser blogueira, então um elogio seu, ual! É memorável. Sinceramente, é algo até sem querer, pintei a Júlia de vítima, mas realmente não é, nada é justificável para traição, já disse isso no meu post "Quem trai mais".
      Bjão chefinho e um ótimio fim de semana.

      Excluir
  32. Agora quero o ponto de vista do Paulo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelos conselhos de como levar o conto, já estou pensando em dar continuidade mesmo, aguarde e verá...... é surpresa kkkkkkkk

      Excluir
  33. OLá Luciana querida, boa tardeee!!

    O que ? ...Pegar leve com você? Nunquinha!
    Vou "pegar" pesado e é agora:


    Menina, onde você escondia o teu talento pra escritas deste gênero, hein? Onde^?
    A Blogosfera agora conta com mais uma escritora e das boas, hein!!
    Luciana, você conduziu a trama da forma que eu e muitos leitores gostam: com objetividade e precisão, sem perder o sentido do conto. Ele tem começo, meio e fim, de forma coerente e interessante!
    O final dele, é dos que eu gosto, ou seja, deixando o futuro se encarregar de assinalar a vida das personagens, e também na imaginação de quem o lê.

    Bravos, garota!

    Ah...adorei as suas palavras lá no Sementes Preciosas, pois eu sinto a sinceridade nelas. Espero que o Marcos também goste! rsss...Lindoooossssss!

    Tenha um excelente final de semana!

    Bjos da Lu...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lú
      Suas palavras também são sempre sinceras aqui no meu blog, então é recíproco a sinceridade. Muito obrigada, sinceramente, pelo seu incentivo, vindo de uma grande poetisa como você, isso eu sei que não posso arriscar (kkkk), escrever poemas, é um dom para poucos. O Marcos com certeza irá gostar do seu poema, do que ele produz!
      Bjão queridona e um ótimo final de semana.

      Excluir
  34. Olá!Boa tarde!
    Tudo bem? Amiga "vizinha"!
    ...respondendo...eu também...quando termino de escrever uma...meu cesto de lixo fica cheio de lencinhos umedecidos de lágrimas, rsrsrs
    Bom final de semana!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Felis
      Você é uma gracinha de amigo, não vejo a hora de conhecer-te pessoalmente vizinho, tão sincero, pos isso te chamo de fofinho kkkkkkk.
      Bjão e um ótimo fim de semana com chuva.

      Excluir
  35. Oi Amiga, bom dia! Td bem por aí?
    Estive meio sumida estes dias, pois meu PC estava em manutenção.
    Parabéns pelo seu primeiro conto! Muito bem amarrada a narrativa!
    Quanto a história, concordo com o Vitor: não há justificativas para uma traição.
    Ao ser vencida pelo cansaço, Júlia escolheu o caminho mais fácil...Creio que quando nos sentimos sozinhos, carentes, o primeiro impulso seria procurar outra pessoa (ou ceder à). Só que este não é o caminho certo...
    O correto é tentar consertar o que já não é mais como antes. Tentar reconstruir Amor...
    Esse sim, é talvez o caminho mais difícil, porém o correto e o mais duradouro, com certeza! E como cristã, creio que sempre com a ajuda de Deus.
    Um grande beijo, com carinho...Adelisa.

    ResponderExcluir
  36. Oi Adelisa
    Muito obrigada pelo comentário carinhoso e incentivador, aliás, fiquei muito empolgada com esse primeiro conto, com os elogios, mas você tem toda razão com relação a personagem, espere que terá continuação, vamos ver que rumo terá a história.......
    Bjão amiga e um ótimo domingo.

    ResponderExcluir
  37. Que situação difícil..., rs
    Está ÓTIMO Luciana...!! Veremos os próximos capítulos. Vou adorar...!!
    Também possuo um conto, o da Amália, mas estou enrolando há séculos para fazer tão somente o epílogo...; seria a Parte X.
    Beijos e boa semana,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana
      Muito obrigada pelo elogio, te admiro muito como escritora, você é bem versátil, escreve super bem. Quero ver o seu conto também.
      Bjão e um ótimo domingo, espero que você veja a homenagem que fiz a você.

      Excluir
  38. E, depois, ela teria uma vida paralela ou sua vida passaria a ter outros planos?

    Obrigada pela visita!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lú
      Obrigada pela visita, espero que volte mais vezes, com certeza vai ter continuação o conto, mas você vai ter que voltar aqui para conferir (kkkkkkk).
      Bjos. e um ótimo domingo.

      Excluir
  39. Oi, Luciana!
    De tempos em tempos de hibernação eu volto para a blogosfera e que bom ler esse texto.
    Adorei!
    Já vou ler a continuação.
    O texto ficou lindo: prende o leitor, dá vontade de saber o que aconteceu com a personagem e, também, dá pra sentir uma identificação rs
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  40. Oi Bruno
    Que bom que apareceu seu sumido (kkkkkk)! Obrigada pelo comentário incentivador, o escritor aqui é você, lembra? Eu estou apenas começando, tenho muito em que melhorar.
    Bjão e uma ótima semana.

    ResponderExcluir
  41. Oi Luciana, que conto bacana!
    É dificil julgar a atitude da Julia, sabe? É errado que ela tenha feito isso às escondidas, mas por outro lado o marido estava ausente e isso acabou jogando-a nos braços de outro homem. Quando o desejo e o amor falam mais alto, não dá pra encontrar um culpado na historia.
    Resolvi ler a primeira parte antes de ver as outras. Já vi que esse conto pode ter muitas reviravoltas... rs.
    Beijo e tenha uma ótima sexta.

    ResponderExcluir
  42. Oi Angelus
    Que bom ver seu rosto prá variar (kkkkkkkkkk). Eu sei que pintei a Júlia de boazinha, mas ela não tem nada de boazinha, ela foi muito errada em ter cedido, mas quem nunca errou que atire a primeira pedra, não é mesmo? E terá muitas reviravoltas mesmo (kkkkkkk).
    Bjos. e um ótimo fim de semana.

    ResponderExcluir
  43. Olá Luciana, obrigada por sua visita e por seus elogios, eu vim aqui ler seu conto desde o inicio, para não ficar perdida, amei de verdade, Julia é uma mulher com alma, mulheres assim, precisam de carinho, atenção e calor e quem somos nós para julgar, Julia é como a maioria das mulheres, o problema é que só algumas tem coragem de admitir.

    Eu iniciei meu Blog para mostrar meus desenhos, depois comecei a usar ele como se fosse uma amigo, onde escrevo com meu coração, dou opinião e falo com sinceridade, é uma amigo para que outros amigos me conheçam melhor.
    Seja bem vinda ao meu Blog e estou ficando por aqui tbm, afinal amo Blogs assim, que é escrito com o coração... é um Blog aconchegante.
    Vou continuar lendo o conto. Bjs
    =D

    ResponderExcluir
  44. Oi Jane
    Obrigada pela visita, como eu te disse, temos algo em comum, escrevemos com o coração, eu me aventurei escrever esse conto, mas geralmente escrevo sobre mim mesma, e engaçado porque o blog para mim é como você descreveu, um amigo onde desabafo meus temores, minhas mágoas, é muito bom escrever.
    Sempre que der estarei dando uma passadinha em seu blog, pode deixar.
    Bjos. e uma ótima semana.

    ResponderExcluir

Os comentários estão moderados, é melhor assim! Sua opinião é importante para mim!
Obrigada! Volte sempre!